Big Data e o universo de pesquisa

01 mar 2017

A definição de universo em pesquisa é o conjunto de elementos-alvo (indivíduos, empresas, organizações, etc.) de interesse da pesquisa. Por exemplo, para um estabelecimento comercial que deseja averiguar o grau de satisfação quanto à oferta de produtos, ou ao atendimento, o universo de pesquisa será composto pelos clientes da loja.

Em pesquisa mercadológica há a possibilidade de se trabalhar com a totalidade do universo, utilizando-se técnicas de Big Data, ou com amostras extraídas deste universo. Sobre o que é amostra, para que serve e como está classificada, leia nosso artigo postado em 09/02/2017.

Relaciona-se o Big Data ao tratamento de grande volume de dados para obtenção de indicativos, tendências, previsões e cenários. É necessário investimento em sistemas e processadores de alto desempenho.

O Big Data compreende uma tríade de Volume, Variedade e Velocidade.

Volume: refere-se à quantidade de dados que será utilizada para o processamento. Neste caso o volume dos dados serve para definir o universo da pesquisa.

Variedade: Os dados podem ser originados de uma ou várias fontes (internas e externas à empresa) e formatos (texto, números, etc.)

Velocidade; é importante para a captura dos dados, visto que os dados na internet estão constantemente sendo atualizados e para o processamento, devido ao grande volume de dados.

Para obter resultados confiáveis, qualquer técnica de pesquisa deve observar os princípios estruturais básicos: definição do problema, objetivos, público-alvo (representado pelo universo ou amostra), metodologia, análise e apresentação de resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *